segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Uma das maiores mobilizações de massas contra o transporte de lixo nuclear



Dezenas de milhares de pessoas participaram no protesto contra o mais recente transporte de lixo radioactivo entre França e Alemanha, o 12º comboio nuclear desde 1995 e tantas vezes contestado. A causa mobilizou um grupo tão grande e heterogéneo (a manifestação em Dannenberg, perto do fim do trajecto, mobilizou mais de 50.000 pessoas, um recorde no protesto anti-nuclear) não só porque esta caravana sinistra é um verdadeiro Chernobyl sobre rodas em termos de radioactividade e risco de acidente, como também porque Angela Merkel demonstrou querer suspender a decisão do seu antecessor de acabar progressivamente com a energia nuclear a partir de 2020.

Milhares de activistas, incluindo da Greenpeace, conseguiram bloquear a linha de comboio em vários momentos ao longo do trajecto por onde segue o carregamento de resíduos nucleares. Estão a ser precisos perto de 20.000 (!) agentes da polícia e uns 50 milhões de euros segundo a última estimativa para levar a cabo o transporte e até esta hora o atraso já vai em mais de 24 horas. Sete mil pessoas ainda estão a bloquear as vias de acesso a Gorleben, a vila condenada a ser o destino final de mais de mil toneladas de lixo eterno.



Updates no site do Gaia
Indymedia Portugal
Notícia na Ecosfera
Post do Director Executivo da Greenpeace International, presente na manifestação

Sem comentários: