terça-feira, 4 de novembro de 2008

C-Days – encontros sobre a nova comunidade


Cidadãos com temas comunitários quentes, precisem-se! Venham dinamizar um C-day!
--

Enquanto a sociedade moderna treme pelas bases e os gurus convencionais assumem não ter uma resposta pronta, todas as nossas maneiras de produzir, trabalhar, aprender, viver e sobretudo consumir dos últimos 50 anos estão a ser postas em causa. Na digestão de crise após crise a abertura a modelos alternativos de gestão do bem comum nunca foi tão grande. Parece que a inovação social deixou definitivamente de se limitar a desenhar soluções para os problemas sociais politicamente correctos como as desigualdades, o desemprego, a exclusão ou o envelhecimento da população e começou a infiltrar-se em áreas mais incómodas e até agora pouco liberadas como a propriedade intelectual, a produção alimentar, a publicidade, a educação, a saúde e mesmo a ciência e os modelos de mercado.

Será que já podemos falar num quarto sector? Onde os formatos mais institucionais de acção do Estado, Empresas e ONGs são rejeitados ou reinventados? Onde o envolvimento nas nossas comunidades deixa de ser uma vocação ou uma carreira mal-remunerada para se tornar natural? Onde os cidadãos retomam as rédeas da sociedade e exigem serem co-gestores do seu destino comum? Onde a república volta a ser a Res Publica (‘coisa pública’, a não confundir com os republicanos americanos)?

A série hibernal de encontros C-days pretende explorar as potencialidades da cidadania activa, os formatos emergentes de organização mútua e os contornos de um novo sentido comunitário ou até mesmo uma nova concepção social, enquanto paralelamente espera ajudar a capacitar redes sociais informais que se baseiem na troca e colaboração para realizar projectos comunitários.

A arrancar ainda em Novembro, pretendemos organizar sessões temáticas mensais a culminar numa maratona de dois dias na Primavera onde os melhores temas serão apresentados e objecto de uma reflexão mais ambiciosa em simultâneo com minimercados de troca, oficinas e diversões.

Como se trata de inovar, queremos que seja a comunidade a propor e dinamizar cada um dos temas. Faremos sessões preparatórias com os dinamizadores interessados para estendermos, para além da nossa imaginação imediata, os formatos de comunicação e aprendizagem nos encontros C-days, com base na diversidade, na tolerância e na participação. Os interessados a dinamizar um tema nos C-days são convidados a enviar uma breve descrição do tema e proposta de formato até dia 10 de Novembro para o email thecdays@gmail.com

O primeiro C-day está previsto ainda em Novembro, no Centro Social da Mouraria. Haverá uma primeira sessão preparatória com todos os potenciais dinamizadores na semana de 10 de Novembro.

Acreditamos que os ingredientes essenciais para a inovação social são o conhecimento e o capital relacional. Quando as pessoas se juntam passam a ter acesso abundante a estes recursos e acendem o rastilho da mudança.

Exemplos (de todo exaustivos!) de temas: hortas comunitárias, sistemas alternativos de mercado, a mobilização e capacitação dos cidadãos, a livre formação e educação, voluntariado e comunidade, cooperativas, ..

Sem comentários: